Engana-me se puder! Cuidado com as mentiras na hora de disputar uma vaga

Por Fábio Bandeira de Mellohttp://www.administradores.com.br

Independente da área que se está concorrendo, todo o processo de seleção para uma vaga de emprego traz aquele “friozinho na barriga”, uma certa tensão e ansiedade. Nesse momento, o profissional tem que expor suas habilidades e mostrar porque é o mais indicado para assumir o cargo disputado.

Mas, cuidado! Mentir sobre suas habilidades pode ser um passo gigante para perder essa oportunidade. Tenha em mente: os recrutadores também utilizam algumas técnicas para detectar mentiras no currículo e na hora da entrevista.

Os profissionais de recursos humanos estão se tornando os detetives reais da famosa série televisiva “Lie to Me” (título em português “Engana-me se puder”), que mostra o trabalho de investigação de uma equipe de experts em detectar mentiras. Na série, até mesmo as mínimas expressões e gestos são interpretados para descobrir se o suspeito está mentindo ou falando a verdade.

A especialista em recrutamento e seleção, Ana Carolina Maffra, afirma que a mentira sempre existiu em processos seletivos, mas ela tem notado um crescimento devido à alta concorrência do mercado de trabalho. “O mais comum é aumentarem, dando uma ‘melhorada’ no perfil, por exemplo: era auxiliar de contabilidade e diz que sabe fazer balanço!” comenta a especialista, diretora da Equipe Certa.

Luiz Anselmo Colling, diretor de recursos humanos da Ulbra, relata que é preciso checar as informações que o candidato informa. “A principal técnica utilizada é a conferência dos registros na carteira do trabalho, confrontando as informações dos currículos ou até informações de consultas em empresas a qual este trabalhou”, afirma o especialista.

Atualmente, a internet também é uma excelente colaboradora no processo de checagem de informação. “Hoje em dia é muito mais simples, isto pode ser feito dando um ‘google’ no nome da pessoa, por exemplo”, explica Ana Carolina Maffra.

Colling ressalta que, para melhor avaliar as habilidades e competências do candidato, é necessário que ele passe pelas etapas de dinâmica de grupo, entrevista por competências e avaliação psicológica. “Através de dinâmicas é possível analisar como as pessoas lidam com imprevistos, tomadas de decisões, flexibilidade e capacidade de relacionamentos. A entrevista por competências auxilia a conhecer o modo de funcionamento do candidato. E por fim, é na avaliação psicológica que as habilidades e características de personalidades são reafirmadas”, conclui o diretor de recursos humanos.

Então, quando for concorrer para uma vaga de trabalho, pense duas vezes na hora de dar aquela “enfeitada” em seu currículo.

Os sinais do corpo humano

Os gestos corporais podem também identificar se o candidato que está concorrendo a uma vaga de trabalho está seguro, tranquilo, tenso ou ansioso em uma entrevista. Alguns gestos como olhar inquieto, aperto de mão, braços cruzados, podem passar para o recrutador o seu “estado de espírito” no momento.

Fonte: Portal Administradores.com.br

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: